Tarifa Branca de energia

Tarifa Branca de energia

Publicado em Posted in Energia

O que é a Tarifa Branca de energia?

A Tarifa Branca foi criada para dar a possibilidade de consumidores de energia pagarem diferentes valores de tarifa, de acordo com o horário do consumo.

O horário de consumo é definido como:

Horário de Ponta – Quando muitos consumidores estão consumindo energia ao mesmo tempo, sobrecarregando o sistema elétrico.

Horário Intermediário – 1 hora antes e 1 hora depois do Horário de Ponta.

Horário Fora de Ponta – São as horas do dia em que poucas pessoas usam a energia, como madrugada e horário comercial.

Assim, quando o consumidor concentra seu consumo no período fora de ponta, poderá reduzir seus gastos com energia elétrica e, ao mesmo tempo, “desafogar” o sistema de distribuição de energia, diminuindo a necessidade de investimentos na rede. Os períodos considerados e valores dos descontos irão variar de distribuidora para distribuidora.

A distribuida do Paraná, Copel, definiu assim os seus horários para a Tarifa Branca:

Horário de Ponta: das 18h00 às 21h00.

Horário Intermediário: das 17h00 às 18h00 e das 21h00 às 22h00.

Horário Fora de Ponta: das 22h00 às 17h00.

Você pode simular a sua conta de luz com a Tarifa Convencional e com a Tarifa Branca através deste simulador da Copel.

Quem pode aderir à Tarifa Branca de energia?

Através da regulamentação da ANEEL, Resolução Normativa nº 733/2016, os consumidores atendidos em baixa tensão (127, 220, 380 e 440V) poderão solicitar a adesão à tarifa branca a partir de 1º de janeiro de 2018.

Porém, neste primeiro momento, existe um cronograma de preferência, que pode ser observado abaixo:

  • 1º de janeiro de 2018, para novas ligações e para unidades consumidoras com média anual de consumo mensal superior a 500 kWh;
  • 1º de janeiro de 2019 para unidades consumidoras com média anual de consumo mensal superior a 250 kWh; e,
  • 1º de janeiro de 2020 para todas as unidades consumidoras.

Dentre estas, devemos considerar outras regras:

  • a adesão será uma OPÇÃO do consumidor e a solicitação deverá ser atendida pela distribuidora em até 30 dias;
  • a opção pela Tarifa Branca poderá ser exercida por todos os titulares de unidades atendidas em baixa tensão, exceto as unidades consumidoras residenciais baixa renda, do tipo iluminação pública ou as unidades consumidoras que façam uso do sistema de pré-pagamento;
  • a adesão de uma nova ligação, no caso de o consumidor querer iniciar o fornecimento com aplicação da Tarifa Branca, deve ser atendida pela distribuidora dentro dos prazos definidos pela Resolução Normativa nº 414/2010 (máximo de 5 dias em área urbana e 10 dias em área rural);
  • o consumidor poderá retornar à Tarifa Convencional a qualquer tempo, devendo ser atendido pela distribuidora em até 30 dias. Após o retorno à Convencional, uma nova adesão à Tarifa Branca só será possível após o prazo de 180 dias;
  • os custos relativos ao medidor e à sua instalação são de responsabilidade da distribuidora;
  • eventuais custos para alterações no padrão de entrada da unidade consumidora competem ao consumidor;
  • a fatura deverá discriminar os valores de consumo em cada período (ponta, fora de ponta e intermediário).

Pra quem vale a pena aderir à Tarifa Branca de energia?

A Tarifa Branca é a melhor opção para consumidores que tenham ou que possam ter grande parte de seu consumo concentrado nos períodos fora de ponta, lembrando que, em finais de semana e feriados nacionais oficiais, todas as horas do dia são consideradas fora de ponta. 

Tome cuidado, pois do mesmo jeito que a tarifa vai ficar mais barata no Horário Fora de Ponta, ela também ficará mais cara no Horário Intermediário e no Horário de Ponta.

Representação dos valores da tarifa branca de energia
Representação dos valores da tarifa branca de energia

Se você optar pela Tarifa Branca, terá que ser consciente e disciplinado no consumo de energia elétrica, pois o horário de utilização da energia é fundamental para atingir a economia na sua conta de luz.

Caso não consiga evitar o consumo no horário de ponta, a adesão à Tarifa Branca pode resultar em uma conta maior: nessa situação, é mais vantajoso continuar na Tarifa Convencional.

Uma excelente opção é automatizar a sua casa para economizar e usar a sua energia em horários fora de ponta, através de agendamentos programados para ligar ou desligar equipamentos, usando os sistemas de automação residencial do GRUPOFOR.  

Quais serão os valores praticados para a Tarifa Branca?

O valor base é a tarifa convencional. Vamos aqui tomar como exemplo a distribuidora de energia Copel, do Paraná.

  • Tarifa Convencional: R$0,69 por kWh consumido;
  • Tarifa Branca:
    • Horário Fora de Ponta: aproximadamente 16% mais barata = R$0,58 por kWh consumido;
    • Horário Intermediário: aproximadamente 20% mais cara = R$0,83 por kWh consumido;
    • Horário de Ponta: aproximadamente 80% mais cara = R$1,24 por kWh consumido.

Exemplos de casos onde pode ser vantajoso aderir à Tarifa Branca

  • Comércios ou escritórios que funcionam apenas em horário comercial até às 17:00 ou 18:00, com alto consumo de energia com condicionadores de ar, iluminação, fornos elétricos, computadores e etc. Ex.: lojas, mercados, escritórios de contabilidade, farmácias, padarias, entre outros.
  • Pequenas indústrias que funcionam em horário comercial até às 17:00 ou 18:00 no meio de semana e que podem operar sua produção também nos finais de semana e ou feriados. Ex.: Produtores agrícolas, leiterias, ramo alimentício, vestuário, móveis, entre outros.
  • Unidades consumidoras residenciais que possam alterar os seus hábitos de consumo para usar os equipamentos que mais consomem energia elétrica, como chuveiro elétrico, ferro de passar roupas, máquina de lavar roupas e louças, ar condicionado, entre outros, nos horários fora de ponta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *